Como proteger dados em pendrives e dispositivos USB

tecnologia

dica da net


Disquetes, CDs e DVDs. Se você acompanha o mundo da informática há pelo menos uma década, certamente já utilizou em algum momento dispositivos como esses. Até pouco tempo, o armazenamento de dados em meios portáteis era uma tarefa pouco prática e o espaço em disco disponível nem sempre era o suficiente.

Com a popularização das entradas USB, os dispositivos portáteis como os pendrives ganharam espaço e hoje são referência em se tratando de portabilidade de informação. Além de ocuparem um espaço reduzido e poderem ser colocados até mesmo junto ao chaveiro, a transferência de dados é automática, não requerendo nenhum tipo de instalação.

Mobilidade e acessibilidade, no entanto, podem funcionar como uma faca de dois gumes: se por um lado o uso é prático, por outro a facilidade em se inserir vírus e softwares maliciosos ou copiar informações confidenciais presentes neles faz com que muitos usuários tenham dores de cabeça caso não tomem alguns cuidados básicos.

Felizmente existe uma série de aplicativos gratuitos que podem auxiliá-lo na hora de garantir a segurança e a proteção dos seus dados. O Baixaki listou os problemas mais comuns que podem acontecer com seus dados gravados em pendrives e lista uma série de alternativas para que você minimize os seus riscos e garanta que as suas informações não caiam em mão erradas.

Suas informações nas mãos de estranhos

dica da net

postado por dica da net


Um dos riscos mais comuns que os usuários correm, em especial quando utilizam máquinas em locais públicos, é o da cópia de informações privadas. Você pode não perceber, mas sempre que você utiliza um arquivo a partir de um pendrive, diversos tipos de informação são trocados entre o dispositivo portátil e o PC.

É bem provável que um desses arquivos de sistema fique gravado no computador, mesmo após a retirada do dispositivo USB, e é aí que mora o perigo. Eventualmente, dados que você não gostaria de compartilhar podem ficar disponíveis na máquina e, nas mãos de pessoas mal-intencionadas, podem causar diversos tipo de problemas para o usuário.

Uma das maneiras de se descobrir quais foram os arquivos de sistema que ficaram armazenados é utilizando o aplicativo USB Dumper. Sua missão é informar ao usuário exatamente onde eles ficaram armazenados para que você possa removê-los.

No entanto, como se tratam de arquivos de sistema, é possível que muitas vezes você não tenha acesso a possibilidade de apagá-los. Nesse ponto o programa também pode lhe auxiliar, já que conta com uma função que permite criptografar os dados gravados.

Se você quer garantir a segurança completa na criptografia, outra boa alternativa é recorrer ao poderoso TrueCrypt. O aplicativo ficou conhecido no Brasil em 2008, durante uma operação da Polícia Federal. À época foram apreendidos cinco discos rígidos do banqueiro Daniel Dantas, acusado de crimes financeiros.

Todos os drives haviam sido criptografados utilizando o TrueCrypt. A eficácia do software é tamanha que, dois anos depois do ocorrido, ainda não se conseguiu ter acesso aos dados gravados e nem mesmo o FBI e a CIA foram capaz de violar o código.

Além deles outro aplicativo do gênero bastante eficaz é o Bitlocker To Go Reader. Ele não só criptografa os dados como também protege os arquivos presentes no dispositivo USB com senha, garantindo assim que somente você tenha acesso ao conteúdo, mesmo que o pendrive seja perdido.

Privacidade na web

O Baixaki já abordou no artigo “Proteja-se dos golpes online neste Natal de 2010” alguns dos cuidados que você deve tomar antes de disponibilizar os seus dados em qualquer site ou mesmo acessar conteúdos privados em redes públicas.

Porém, em qualquer lugar onde você navegue, seus dados são gravados no histórico do sistema e pode acontecer de você não se lembrar de depois apagá-los, dando margem para golpistas oportunistas se aproveitarem de informações básicas como logins e senhas de emails ou redes sociais.

Esse problema pode ser resolvido com o USB Safeguard. O aplicativo, além de criptografar dados e proteger o seu pendrive com senha, conta com um modo chamado Safe Internet Browsing. Graças a ele, o seu histórico de navegação, em vez de ser gravado no PC, é automaticamente salvo em uma pasta dentro do pendrive.

Assim, apenas você terá acesso aos sites que visitou e poderá buscar no arquivo quais páginas foram acessadas para localizar uma informação específica. Na prática, além da proteção, você ganha um guia de referência com as URLs que visitou.

Proteção contra ataques de softwares maliciosos

Você não precisa esperar que algo de ruim aconteça para tomar medidas preventivas quanto à segurança e proteção do conteúdo de um pendrive. Basta ativar alguns aplicativos nele para que computador algum, ainda que infectado, possa prejudicar os seus dispositivos.

Programas como o USB Write Protector e o USB Write Project, por exemplo, bloqueiam o pendrive contra gravações. Assim, ainda que algum software malicioso tente gravar dados nele, não conseguirá. O computador pode estar infectado, mas seu pendrive permanecerá imune.

Apesar de eficiente, nem sempre você poderá dispor dessas duas alternativas. Afinal é muito provável que você precise mesmo gravar dados no pendrive para levá-los de um computador para outro. Nesse caso a melhor solução é combater as ameaças instalando um firewall no dispositivo USB.

Isso pode ser feito com o USB Firewall, um antivírus gratuito que detecta e remove vírus de maneira imediata. O aplicativo trabalha em segundo plano e é compatível com a maioria dos softwares de proteção existentes no mercado. Caso alguma ameaça seja detectada, a ação desta é bloqueada e um alerta é emitido ao usuário.

O outro lado: protegendo o PC de pendrives suspeitos

Da mesma forma que os seus pendrives precisam estar protegidos, seu computador pode estar em risco caso algum dispositivo portátil contaminado tenha contato com ele. Além disso, como descobrir se alguém copiou alguma informação dali sem que você tivesse conhecimento?

Três softwares gratuitos podem auxiliá-lo nesse tipo de proteção. O USB Waecher, por exemplo, permite que você crie uma lista de pendrives aceitáveis para o seu PC, bloqueando aqueles que não estejam cadastrados. Assim, você pode montar uma lista apenas com os seus dispositivos USB e, caso alguém de fora tente se aventurar na sua máquina, não conseguirá nada além de visualizar os seus arquivos.

O Thumbscrew tem uma função similar, porém diferente do USB Waecher ele não permite a criação de listas, mas sim bloqueia todo e qualquer dispositivo portátil que tentar se conectar ao PC. Assim, ao conectar um pendrive, o usuário poderá visualizar o conteúdo, mas para executar qualquer arquivo precisará de sua autorização.

Se você ainda não conhecia esses aplicativos e suspeita que alguém tenha andando bisbilhotando em suas coisas nos últimos tempos, outra alternativa é o USB Deview. Ele lista quais são os dispositivos portáteis que estão conectados no momento ao PC ou que foram utilizados recentemente.

Por fim, que tal transformar seu pendrive em uma chave? Com o ID USB Lock Key isso é possível. O aplicativo permite o bloqueio da Área de trabalho a partir do pendrive. Ou seja, para desbloqueá-la, a única maneira possível é inserir o dispositivo na entrada USB. Simples e eficiente.

link
dos programas abaixo
USB Dumper

TrueCrypt

Bitlocker To Go Reader.

Esta entrada foi publicada em pendrives e dispositivos USB. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s